06 outubro, 2016

Princesa Adormecida (Paula Pimenta)

Título: Princesa Adormecida
Autora: Paula Pimenta
Editora: Galera Record
Páginas: 192
Classificação: ♥♥♥
Sinopse: Era uma vez uma princesa... Você já deve ter ouvido essa introdução algumas vezes, nas histórias que amava quando criança. Mas esta princesa sou eu. Quer dizer, é assim que eu fiquei conhecida. Só que minha vida não é nada romântica como são os contos de fada. Muito pelo contrário. Reinos distantes? Linhagem real? Sequestro? Uma bruxa vingativa? Para mim isso tudo só existia nos livros. Meu cotidiano era normal.
Tá, quase normal. Vivia com meus (superprotetores) tios, era boa aluna, tinha grandes amigas. Até que de uma hora pra outra, tudo mudou. Imagina acordar um dia e descobrir que o mundo que você achava que era real, nada mais é do que um sonho. E se todas as pessoas que você conheceu na vida simplesmente fossem uma invenção e, ao despertar, percebesse que não sabe onde mora, que nunca viu quem está do seu lado, e, especialmente, que não tem a menor ideia de onde foi parar o amor da sua vida.
Se alguma vez passar por isso, saiba que você não é a única. Eu não conheço a sua história, mas a minha é mais ou menos assim... 

Sobre a história

Quando Áurea Roseanna era pequena, sofreu um atentado de Marie Malleville, no dia do seu batizado. Marie Malleville era apaixonada pelo seu pai e se sentiu traída por ele ter se casado com outra, e por isso, resolveu se vingar e descontar tudo na princesa, filha do casal real de Liechtenstein. Mas ela não conseguiu conquistar seu objetivo, pois um menininho viu que ela estava saindo com a princesa nos braços e avisou para os adultos, e, felizmente, nenhum mal aconteceu com a princesinha. Mas Marie Malleville conseguiu escapar, mas antes de sumir, ela amaldiçoou a princesa dizendo que ela só estaria segura quando fosse maior de idade. Com medo, os pais de Áurea sabiam que tinha que protege-la deste mal e de um possível retorno de Malleville. Então, eles decidiram mandá-la para o Brasil, para que pudesse viver com os tios e ter uma vida mais tranquila. Mas para isso, eles tiveram que simular um acidente onde a princesa teria morrido. E com isso, Áurea parte para a sua nova vida, deixando para trás qualquer vínculo com o seu passado esquecido.

Áurea agora se chama Anna Rosa, uma garota linda prestes a completar seus 16 anos. Ela ainda vive com os seus tios superprotetores, que a mimam de todas as maneiras possíveis, e que também são seus melhores amigos. Ela não se lembra de seus pais, por isso, seus tios são sua única família. Anna estuda em um internato só para garotas. Ela é ingênua e por ter tido uma educação bem rígida de seus tios, não teve algumas experiências que adolescentes costumam ter nessa idade como: se apaixonar, ou sair para festas. Mas no dia do seu aniversário de 16 anos, suas amigas insistem para que ela saia escondida para que possam curtir seu aniversário, e ela acaba cedendo no final.

Depois da saída escondida, Anna começa a receber mensagens de um estranho que quer conhece-la. No começo ela até tenta evitar responder, mas logo ela se vê trocando mensagens com aquele estranho e se apaixonando por ele sem realmente saber quem ele é. Pela primeira vez, Anna começa finalmente a se abrir para a sua vida, tendo experiências que toda adolescente deveria ter na sua idade, que vai desde desobedecer, a ter uma desilusão amorosa. Mas, o que ela não imaginava era que sua vida iria virar de ponta cabeça ao ponto de ela correr perigo de vida. E que finalmente ela iria saber a verdade sobre quem ela é.

O que eu achei da história

Esse livro foi a minha primeira experiência com um livro da Paula Pimenta. Não tem como falar muito dele sem acabar dando spoilers, pois a história não vai muito além disso e também não tem grandes reviravoltas ou acontecimentos tão impactantes. Além disso, não achei que a sinopse tenha tão a ver com a história assim, porque comecei a ler pensando em uma história totalmente diferente da que eu encontrei. Tipo, pensei que por um momento a personagem principal iria perder a memória ou coisa assim, mas não é isso o que acontece, nem nada parecido com isso. Na verdade, isso passou bem longe. Da onde eu tirei essa ideia que a personagem principal perdia a memória? Por causa desse trecho da sinopse: "E se todas as pessoas que você conheceu na vida simplesmente fossem uma invenção e, ao despertar, percebesse que não sabe onde mora, que nunca viu quem está do seu lado, e, especialmente, que não tem a menor ideia de onde foi parar o amor da sua vida". Me iludi bastante por causa desse trecho, e talvez esse tenha sido o principal motivo de eu não ter gostado tanto assim.

Outra coisa que eu fiquei meio com cara de (?) foi o fato de eles só terem trocado algumas mensagens e já ficarem perdidamente apaixonados um pelo outro. Como assim? Tá, eu entendo que a Anna era ingênua e que foi criada com uma educação bem rígida pelos tios, mas daí se apaixonar por um estranho que ela nunca viu na vida? Eu não consigo entender isso, desculpa gente. Mas isso também se deve ao fato de eu não gostar muito de livros desse estilo, sabe? Claro, era o primeiro amor de Anna, e o primeiro amor não seria o primeiro amor sem a ingenuidade, inocência e pureza que sempre o acompanha. Mas mesmo assim, achei esse romance dos dois muito sei lá.

Mas, contudo, a história é super fofinha  e, apesar de tudo, eu gostei bastante dela. E a prova disso foi o fato de não conseguir parar de ler até terminar, e ainda terminei com gostinho de quero mais. Gostei como a Paula Pimenta inseriu os personagens do conto original na sua sua releitura dele. Além de ter dado uma dinâmica bem legal ao livro, tipo colocando as partes das mensagens em balõezinhos como se fossem mensagens mesmo sabe? E colocando as matérias de jornais do mesmo jeito que seria num jornal de verdade. Achei bem legal mesmo.

Enfim. Princesa Adormecida é uma história bem fofinha, com uma leitura super rápida e bem fácil. Perfeito pra ler em um dia em que você está no tédio, mas que não quer ler aqueles livros que tem uma leitura mais pesada e cheia de detalhes, sabe? Estava até pensando em comprar o livro da Cinderela Pop, porque acho a capa muito fofa também, - sim, comprei esse livro porque achei a capa muito fofa e também porque não tinha lido nenhum livro da Paula ainda - mas estou com um pé atrás, porque como eu já falei, não sou muito fã de livros de romance, só se ele tiver uma história antes e não for um romance logo de cara e que ele não seja focado apenas no romance também. Fiquei muito na dúvida se dava três ou quatro corações pra esse livro, mas acabei dando quatro pelo capricho que a editora deu a diagramação e a capa. Enfim. Já leram ou tem vontade de ler ele?

Onde me encontrar

Comente com o Facebook:

3 comentários:

  1. Confesso que os livros da Paula Pimenta não me atraem, mas sempre que vejo este eu me apaixono pela capa. E saber que você comprou o livro por conta da capa e porque ainda não havia lido nenhum lido da Paula me fez rir pois é exatamente o que quero fazer, mas sinto que vou me arrepender e por isso só admiro a capa de longe, haha.

    Assim como você, não consigo entender quando um personagem de um livro se apaixona por um estranho sem ao menos conhecê-lo, isso me tira do sério. Eu comprei um livro esse ano (sem saber que era nacional) pois a história era do tipo fantasia com seres sobrenaturais e parecia ser muito boa, além disso o livro era lindo. Resumindo, no primeiro capítulo a personagem principal conheceu um estranho que foi gentil com ela e BOOM! Ela o beijou do nada e ambos se apaixonaram como se fossem feitos para o outro. Fechei o livro na hora e nunca mais o terminei de ler. haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro que mencionei é Sangue Azul, a edição é simplesmente linda (por dentro e por fora), uma pena que leitura não tenha me agradado nem um pouco.

      Excluir
  2. Esse foi o único livro que eu li da autora e apesar de ser feito para um público que não faço parte, gostei e muito da forma que escreve e da personagem da história ^^

    ResponderExcluir

Deixe um comentário, eu irei adorar saber o que achou sobre o post! ❤
Não se esqueça de clicar na caixinha "Notifique-me" para saber qual foi a minha resposta!