O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares (Ransom Riggs)

Título: O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares
Série: O lar da Srta. Peregrine para crianças peculiares, vol. 1
Autor: Ransom Riggs
Editora: LeYa
Páginas: 336
Classificação: ♥♥♥♥♥
Sinopse: “Nossa história começa com uma horrível tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares: elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo… E, de algum modo, por mais impossível que pareça, ainda podem estar vivas. Uma fantasia arrepiante, ilustrada com assombrosas fotografias de época. O livro vai deliciar jovens, adultos e qualquer um que goste de uma aventura sombria.”

Sobre a história

Jacob é um adolescente de 16 anos que tem uma vida pacata e normal. Trabalha numa rede de lojas que pertence a sua família, mas ele não gosta do emprego. Tem apenas um amigo na escola, o qual ele considera o seu melhor amigo. Sua mãe é uma típica mulher da classe alta, que esta sempre preocupada em dar uma boa educação ao seu filho, deixar a casa bem arrumada e decorada e dar belos jantares. Já seu pai, ainda tenta se encontrar no mundo. Ele já tentou escrever um livro inúmeras vezes, mas todo projeto que ele inicia, acaba ficando no meio do caminho, e no final, ele acaba com uma mesa cheia de manuscritos inacabados. Seu avô Abraham Portman é o que ele tem mais afinidade no mundo. 

Quando Jacob era mais novo, vovô Portman sempre contava fantásticas e misteriosas históriasobre o orfanato em ele viveu quando era criança, na época da Segunda Guerra Mundial, localizado em uma ilha remota do País de Gales. Em suas histórias, vovô Portman sempre dizia que no orfanato viviam crianças peculiares, e mostrava algumas fotos delas para o pequeno Jacob, que ficava fascinado com elas. Em algumas delas tinha um garoto invisível, um garoto que soltava abelhas pela boca, uma garota que flutuava, outra que tinha uma bola de fogo na mão, entre outras. Isso tudo alimentava um sonho de Jacob; viver suas próprias aventuras, como as do seu avô. 

Jacob sempre achava as histórias de seu avô fascinantes, mas conforme foi crescendo, ele percebeu que aquelas históriasobre monstros que perseguiam acrianças peculiares eram só histórias de fantasias que seu avô contava apenas para impressioná-lo, e que as fotos bizarras que seu avô lhe mostrava, eram manipuladas também. Mas no dia em que seu avô morreu, Jacob viu uma criatura muito estranha, o que deixa ele em duvida se acredita ou não nas histórias que seu avô lhe contava quando criança, pois, agora, elas não parecem apenaum conto de fadas. Elas parecem estranhamente reais. E após essa tragédia em sua família, Jacob parte para uma viagem longínqua para uma ilha no País de Gales, para assim poder descobrir a verdadeira história do orfanato da Srta. Peregrine. Mas, o que ele não imaginava, era que nessa ilha, ele iria encontrar verdades que vão muito além do que ele imaginava, verdades que são mais que um simples orfanato de crianças e suas peculiares, e no final, essa viagem mudará a vida dele para sempre.

O que eu achei da história

Eu já tinha visto muitas fotos desse livro lá pelo instagram desde o começo do ano, mas nunca tinha chegado a pesquisar nada sobre ele. No começo, eu achava que esse era um livro de terror, por conta da capa, mas depois que descobri que ele era de fantasia, logo fiquei louca para ler. Fantasia é o meu gênero preferido, mas não são todos os livros de fantasia que conseguem me encantar tanto como esse. Riggs conseguiu me prender do começo ao fim e mergulhar de cabeça na história. Antes que eu me desse conta, já estava tão envolvida que não conseguia parar de ler. Sério! Não consegui sossegar até o livor terminar e quando terminou, me deixou louca para ler o próximo.

O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças peculiares, conseguiu me transportar para um mundo de fantasia tão, mais tão, fantástico, que eu nunca imaginei que ele conseguiria. O livro é uma viagem do começo ao fim, e promete ser ainda melhor em sua sequência, Cidade dos Etéreos - o qual estou mega louca para ler. A mistura entre a realidade e a fantasia, deixa a experiência com o livro melhor a cada página. As fotos bizarras - que o próprio autor conta no final do livro que são verdadeiras e que foram pegas de colecionadores - só deixa tudo com aquele tom sombrio, mas nada assustador, pois a história não é assustadora em si, mas as imagens só contribuíram para complementar a história e deixar ela ainda melhor.

Se você, assim como eu, gosta daqueles livros que te faz querer ler só mais um capítulo e não consegue parar de ler até o livro acabar, esse é o livro perfeito para você. Riggs foi bem direto em sua escrita, relatando os detalhes principais e não enrolando em outros desnecessários. Mas vi muitos comentários dizendo que o livro é de uma leitura cansativa, mas eu não achei nada disso. A leitura fluiu tão rápido que quando fui me dar conta, já estava chegando na metade do livro. As crianças são encantadoras, o Millard foi o meu personagem preferido ^^ Jacob também foi um personagem bem construído. O fato de ele ter aquela dúvida ou não se realmente viu algo, só faz aumentar ainda mais o suspense no início. Até eu cheguei a duvidar um pouco, porque as histórias do vovô Portam me faziam lembrar muito dos X-men.

Confesso que fiquei meio atrapalhada no começo pra entender como funcionava toda aquela coisa de fenda do tempo, mas depois que entendi foi tranquilo. Amo livros que tem viagens no tempo, mas nem todos conseguem ser tão maravilhosos como esse. Me surpreendi muito com o livro, de verdade. Pensei que ele fosse uma história de terror juvenil, mas muito pelo contrário. Ele é uma história cheia de aventuras, com aquela pitada de suspense e um pouquinho de terror, porque cá entre nós, tem umas fotos ali que são muuuito bizarras e de arrepiar. Virei fã do autor e não vejo a hora de ler os outros dois livros. Inclusive, não vejo a hora de assistir o filme também, - que estreou no finalzinho de setembro, e eu ainda não tive tempo de ir :(- que tem dividido muitas opiniões por aí. Sei que o filme deve estar um pouco diferente do livro, mas tenho certeza que meu queridinho diretor Tim Burton não irá me decepcionar. Até porque, adaptações de filmes nunca serão 100% fiel a obra original, né? Mas enfim. Conta aí pra mim se você já leu o livro e o que achou :)

Ps: Nunca tinha reparado no como é difícil fazer uma resenha de um livro que você gostou tanto, porque é tanta coisa que você quer falar que acaba embaralhando tudo e não falando tudo o que realmente queria, rs.

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Oiii,
    Ainda não li esse, mas por se tratar de fantasia, com certeza vai para lista.
    Você disse viagem no tempo? :O Eu adoro livros com esse tema.
    Fiquei mais curiosa ainda.
    Bjs e um bom Domingo!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  2. ainda nao li esse livro, mas ja ouvir maravilhas dele.

    Com carinho, Renata Prado | Entre Zombies e Unicórnios |

    ResponderExcluir
  3. Oi, Andressa.
    Todo mundo falando desses livros e eu aqui sem ler, o vida cruel rs. A boa notícia é que ganhei esse, só estou esperando chegar.
    E pela sua resenha já sei que vou gostar muito do livro.
    Beijo

    Te Conto Poesia ♥


    ResponderExcluir
  4. Eu só vi o filme, não li o livro ainda. Mas como dizem que é bem diferente, acho que vou me arriscar a ler. Gostei da sua resenha.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir

Deixe um comentário, eu irei adorar saber o que achou sobre o post! ❤
Não se esqueça de clicar na caixinha "Notifique-me" para saber qual foi a minha resposta!